... Edição: 2001 - Vol. 26 - N° 02 > Editorial > Índice > Resumo
 
A EDUCAÇÃO INFORMAL DA JUVENTUDE NA DIOCESE DE
SANTA CRUZ DO SUL – 1959/1986.

Blasius Silvano Debald
.

O presente trabalho tem como finalidade verificar as estratégias utilizadas pela Igreja Católica da diocese de Santa Cruz do Sul na educação informal da juventude, durante a gestão do primeiro bispo, Dom Alberto Etges. Analisou-se os documentos produzidos durante o período de 1959/1986, que deixam claro a opção do bispo e da diocese de investir na educação informal da juventude, independente de sua realidade social. A JAC – Juventude Agrária Católica – foi a primeira escola de formação e destinava-se aos jovens do meio rural. Durante o regime militar, os Movimentos de Encontro, em especial o Emaús, atendeu os jovens dos centros urbanos e os Grupos Paroquiais atuaram no meio rural, mas sem que houvesse uma unidade na formação da juventude. E na década de 80, cada meio específico. Por fim, pode-se afirmar que a diocese de Santa Cruz do Sul, através do Setor da Juventude, contribuiu com seu projeto de educação informal para a formação dos jovens. Muitas das atuais lideranças comunitárias, políticas, educacionais, comerciais e empresariais, tiveram passagem nos quadros de educação informal da diocese.

Palavras – chave: Juventude – educação informal – formação – liderança.

 
Ler artigo
View abstract

.