... Edição: 2002 - Vol. 27 - N° 02 > Editorial > Índice > Dossiê
 
DOSSIÊ
Filosofia e ensino

Amarildo Luiz Trevisan
Noeli Dutra Rossatto
.

Este dossiê, almeja ser uma contribuição para a derrubada dos muros construídos ao longo da história do pensamento ocidental, com o intuito de compartimentar o saber filosófico e o saber pedagógico. Aqui, são apresentados alguns textos de filósofos e educadores voltados à discussão da Filosofia e a sua relevância na formação educativa e cultural, por intermédio do cumprimento da tarefa da humanização. Diferentes autores nacionais e internacionais se uniram, num esforço coletivo, para repensar a relação entre a Filosofia e a educação, através da abordagem de vários temas pertinentes a essas duas áreas afins do conhecimento: as novas linguagens da Filosofia e a preocupação com as questões didático-metodológicas, a sua importância na formação dos professores, o filosofar com crianças, jovens e adultos, as alternativas da cidadania popular frente à hegemonia estabelecida e a sensibilização humana pela estética das imagens.

Numa visão interdisciplinar do conhecimento, a separação da Filosofia do convívio com a educação deriva-se de uma autocompreensão equivocada da tradição da modernidade européia, que precisa ser superada. A Filosofia hoje é novamente convidada a se fazer presente em sala de aula, pela necessidade da abolição dos cânones puramente disciplinares. Ela colabora, em suas reflexões, para auxiliar a recuperação de um chão hermenêutico (interdisciplinar) – o mundo da vida - comum a todas as áreas do conhecimento, porém, que se tornou objeto unidimensional do cientificismo.

O conjunto de temas abrangidos por esta publicação procura superar uma lacuna, no sentido de habilitar o leitor a compreender a complexidade derivada da nova forma de inserção da Filosofia nas escolas e universidades, que não se esgota, é claro, no tratamento de seus aspectos didático-metodológicos apenas. Como um saber da pluralidade, preocupado com os destinos planetários do ser humano, a Filosofia quer sobrevoar novamente o campo da formação, feito um pássaro de Minerva, que volta à caverna platônica para buscar inspiração, a fim de formar os novos leitores das figuras, metáforas e enigmas desafiadores dos últimos tempos.

 

.