... Edição: 2008 - Vol. 33 - No. 01 > Editorial > Índice > Resumo
 
Educação do campo e escola itinerante do MST: articulações do projeto político-pedagógico com o contexto sócio-educacional

Ane Carine Meurer*
Cesar De David**
.

A escola itinerante articula-se com a educação do campo uma vez que os integrantes do MST lutam pela terra, para nela produzirem suas vidas e de suas famílias. Esta experiência pedagógica promove a inclusão social desta população, através de uma educação diferenciada, inserida no contexto da educação popular. Compreender criticamente o processo educativo que relaciona a universidade, os movimentos sociais e a educação popular é o objetivo deste artigo, resultado do envolvimento com a prática da Escola Itinerante do MST, estabelecido desde 1997 e que continua ainda em desenvolvimento. A pesquisa, de cunho qualitativo, tem como procedimentos metodológicos as observações participantes em vivências junto a acampamentos de trabalhadores rurais; entrevistas com educadores, educandos e demais acampados presentes no cotidiano da escola; oficinas e atividades pedagógicas; seminários temáticos e análise documental. Espera-se contribuir para que a universidade configure-se como espaço-tempo de discussão sobre a educação do campo vinculada à educação popular, formando professores comprometidos com a realidade social e educacional brasileira.

Palavras-chave: Projeto Político-Pedagógico. Educação do Campo. Educação e Movimentos Sociais.

 
* Profa. Dra. Dept. de Fundamentos da Educação/Universidade Federal de Santa Maria/UFSM.
** Prof. Dr. Dept. de Geociências/Universidade Federal de Santa Maria.
 
Ler artigo
View abstract

.