... Edição: 2008 - Vol. 33 - No. 01 > Editorial > Índice > Resumo
 
Os desafios da formação dos educadores que atuam no campo

Sonia Aparecida Branco Beltrame*
Yolanda Zancanella**
.

O estudo analisa a educação oferecida aos povos do campo, no curso de formação de educadores organizado pela Unioeste, campus de Francisco Beltrão-PR. O planejamento e a implementação do referido curso demandou muitos debates entre os professores em busca da clareza necessária para encaminhar questões polêmicas que acompanharam o processo de elaboração da proposta do curso: o currículo a ser adotado, as especificidades do campo e as peculiaridades da formação de educadores atuantes no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. A pesquisa desenvolvida junto a seis professores da universidade e um dirigente do MST. Dentre os professores entrevistados, os ministrantes do curso deixaram clara a importância de formar educadores comprometidos com as lutas das mulheres e homens que vivem e trabalham no campo, garantindo essas especificidades sem perder de vista o caráter universalizante da formação docente, mas, respeitando as matrizes culturais, a formação da identidade, a manutenção dos valores, dos ideários e da terra. O estudo aponta ainda a necessidade de continuar pesquisando a temática da educação do campo, pois são muitas as dúvidas que ainda preocupam os educadores, tanto os da Unioeste que atuam nos movimentos sociais quanto os acadêmicos que são educadores atuantes nas escolas do campo, em busca do ensino superior.

Palavras-chave: Educação do Campo. Formação de Educadores. MST.

 
* Profa. Dra. Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC.
** Profa. Dra. Universidade Estadual do Oeste do Paraná/UNIOESTE.
 
Ler artigo
View abstract

.